Love for Food + [Regras de Moda]

Quem Disse?!

'Batom vermelho de dia é risco certo. Olho preto só pode a noite. Glitter na sua idade? - Nem pensar.'É assim que começa a propaganda da 'quem disse, berenice?' que expressou bem o que eu sinto na hora que as pessoas começam a julgar a produção do outro. As regras de como se vestir de dia e de noite são antiquadas, mas a cabeça de muitas pessoas continua igual. Quem disse que não pode usar uma saia de paetê de dia? Ou passar um batom dramático? Ou fazer um penteado legal para ir trabalhar? Quem não olha chocado geralmente elogia, mas quase nunca sem um tom de admiração pela 'coragem' da pessoa ter saído de casa assim. Meu namorado tem cara de quem questiona minha sanidade mental quando saio com a minha calça de pijama, uso biquíni no lugar do sutiã ou coloco um conjunto estampado da cabeça aos pés. Mas normalmente rimos porque a minha resposta é: 'porque não? tá feio?' e ele concorda que não está. As poucas vezes que eu fico na dúvida sobre algum look 'ousado' acabo pensando que já me acostumei aos olhares chocados para os meus 1,88m, então que diferença faz colocar uma roupa legal?! Aqui em Floripa é quase impossível eu passar despercebida e já resolvi que prefiro dar um motivo melhor do que minha altura para justificar os olhares. Escuto direto frases como 'essa roupa só fica legal em você', 'não tenho altura para usar essa peça', 'você tem estilo, pode vestir o que quiser'. Mas não tem nada a ver, pois tem muitas coisas que em mim também ficam o UÓ. Tem a ver com a pessoa se enxergar, se sentir segura e deixar de lado a opinão dos outros. Posso ter uma vantagem porque compro roupas baratas em viagens, ou porque consigo adaptar inspirações para o meu dia a dia sozinha, ou porque minha altura ajuda no bom caimento da peça. Mas nada disso adianta se a pessoa não se sente segura, se gosta no corpo que tem. Gostaria de andar de salto. Mas calço 40 e pareço uma giraffa bêbada andando. Gostaria de seduzir com blusas decotadas. Mas sou magra com pouco peito. Gostaria de ter aquele cabelo poderoso comprido. Mas o meu é fino e demora demais para crescer. Acontece! Literalmente ninguém nasce perfeito. O negocio é se aceitar, tentar enxergar suas vantagens, mudar o que é possível e trabalhar bem na cabeça, que quem faz a sua felicidade é você. Tendo essa atitude, você vai acabar tendo uma aura mais bonita, mais confiante, sexy. De dentro para fora. A roupa que você veste vai estar em segundo lugar, porque a primeira coisa a ser notada será você e toda sua essência. E recebendo os primeiros elogios você ficará mais confiante vapt-vupt. Para quem tem dificuldades de chegar a esse nível de aceitação sozinho, recomendo falar com alguns profissionais como consultores de moda e psicólogos. Não existe vergonha em pedir ajuda, pelo contrario. Tenho dó das pessoas que mantem uma imagem forte por fora, porque acham que vão valer menos e se mostrarem fracos, se pedirem ajuda. Gostou daquele macacão de onça? Daquele esmalte verde? Do chapéu diva? Se joga! Só não se esquece do bom senso. Seja feliz, a vida é muito curta para não se divertir com a moda!